Hildeth Evangelista

Quinto Constitucional: entrevista com a Dra. Hildeth Evangelista

Publicado por

A advocacia do Estado do Piauí escolherá o(a) novo(a) Desembargador(a) do Tribunal de Justiça local (TJ-PI). Conforme explica a OAB-PI, “o processo é destinado para o preenchimento de uma vaga em aberto no quadro de Desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, em decorrência da aposentadoria compulsória do Desembargador Luiz Gonzaga Brandão de Carvalho”. Vide mais informações no site oficial da instituição (clique aqui).

  • TJPI
  • Hildeth Evangelista

Dentre os candidatos, destacamos a presença da Dra. Hildeth Evangelista. Ela é Especialista em Direitos Humanos e Ciências Criminais pela UFPI, Sócia fundadora do Escritório de advocacia Evangelista & Evangelista (1995-2001), Delegada de Polícia Civil (2001-2007) e Delegada Geral do Policia Civil (2007-2008), Defensora Pública (Desde de 2008), Defensora Pública Geral do Estado do Piauí (2015-2019) e Defensora Pública com atuação na área criminal.

Em entrevista exclusiva ao Portal Jurídico Viver Direito, a Dra. Hildeth Evangelista explica as motivações de sua candidatura, as bandeiras que pretende defender como Desembargadora do TJ-PI e os valores, competências e experiências que levará ao Tribunal caso nomeada ao cargo almejado.

Viver Direito – O que motivou a sra. a se candidatar ao 5º Constitucional do TJPI como representante da advocacia?

Sou movida por desafios e compromissos, tanto na minha vida pessoal, como na minha atuação profissional diária. Incorporo a esses propósitos o senso de coletividade, desta feita, fui muito incentivada e até mesmo convocada por alguns colegas que veem o meu perfil profissional adequado para exercer o cargo de desembargadora do TJ/PI, com muita responsabilidade, considerando a minha experiência na advocacia privada, publica e em gestão como um diferencial. Nós mulheres precisamos estar inseridas, com muito profissionalismo, ética, competência e honestidade, na renovação que está ocorrendo no Judiciário do nosso Estado. Considero-me preparada para colaborar com a prestação jurisdicional que atenda com êxito as mais variadas demandas oriundas da nossa sociedade, no fortalecimento democrático em prol da Justiça e cidadania, com respeito às partes, as prerrogativas dos advogados(as) e em observância a duração razoável do processo. Quero levar ao TJ/PI o meu olhar solidário, técnico e experiente.

Viver Direito – Quais são as principais bandeiras profissionais que pretende defender se escolhida Desembargadora do TJPI?

A duração razoável do processo e acessibilidade ao gabinete com gestão, profissionalismo e ética. Pretendo gerir um gabinete que seja referência no TJ/PI, que responda as demandas sobre acompanhamento processual, através dos meios disponíveis ou ferramentas processuais no prazo de 24 horas. Bem como buscar ferramentas que possam agilizar os julgamentos de demandas repetitivas e de baixa complexidade. Ser uma voz de representatividade feminina nas mais variadas áreas de atuação do TJ/PI e apresentando a minha experiência na área da segurança pública para colaborar em atuação mais efetiva do judiciário em prol da sociedade.

Viver Direito – Quais valores, experiências e competências a Sra. pretende levar ao Tribunal de Justiça?

Quero levar o meu olhar solidário, experiente e técnico com muita ética, dedicação, honestidade e responsabilidade. Aplicando a experiência da advocacia privada, pública e em gestão para uma melhor resolutividade das demandas propostas, conheço as dores e angústias dos jurisdicionados e patronos na busca por justiça. Nesse momento de escolha do 5º Constitucional em observância ao preceito constitucional permite que tenhamos uma Justiça mais próxima do cidadão, colaborando com êxito para melhoria na prestação jurisdicional do Estado do Piauí.

Viver Direito – Quem é Hildeth Evangelista por Hildeth Evangelista?

Sou uma mulher determinada e aguerrida, com um forte senso de justiça e de coletividade. Assumo os desafios que me proponho com muita responsabilidade, gosto de trabalhar e tenho consciência de que posso colaborar efetivamente para fazer a diferença na vida das pessoas, tenho como referência o legado de trabalho e melhorias por onde atuei, bem como metas de produtividade e resolutividade.

Veja também