Pobreza - Cortiço - Favela

Oxfam Brasil, FGV e Folha discutem aumento de impostos para combater a pobreza em webinar nesta quinta (24/06)

Publicado por

Pesquisa inédita realizada pelo Datafolha para Oxfam Brasil divulgada em maio deste ano revelou que a maioria dos brasileiros hoje é favorável ao aumento da tributação como forma de financiar políticas sociais que combatam a fome e reduzam as desigualdades sociais.

O apoio ao aumento dos impostos para este fim mais do que dobrou: em 2017, 24% eram favoráveis à maior tributação, número que agora chega a 56% dos entrevistados.

Segundo o levantamento Datafolha/Oxfam Brasil, um percentual ainda maior de brasileiros (84%) apoia o aumento de impostos para os mais ricos para financiar políticas sociais.

O motivo da mudança de opinião é previsível: nunca a pobreza foi tão avassaladora no país como na pandemia.

Por conta da contaminação maciça por Covid-19 e da crise econômica gerada por ela, a taxa de pobreza no Brasil deu um salto: há mais pessoas na linha da miséria atualmente do que antes da pandemia. E o índice também é maior do que há dez anos.

Para amenizar o problema, o Governo Federal criou o auxílio emergencial e deve anunciar, ainda esta semana, a prorrogação da renda aos mais vulneráveis.

Como resolver este impasse entre a falta de recursos do orçamento federal aos mais pobres e também à saúde e ao socorro das empresas? Como encontrar novas fontes de financiamento?

Para debater o assunto, a Oxfam Brasil, o Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e a Folha convidam para o webinar “Brasil deve aumentar impostos para combater a pobreza?”.

O que: Webinar O Brasil deve aumentar impostos para combater a pobreza? Participantes: Samuel Pessoa, pesquisador associado da FGV – IBRE; Fernando Canzian, repórter especial da Folha; Vilma Pinto, assessora da Secretária de Estado do Paraná e Kátia Maia, diretora executiva da Oxfam Brasil. Quando: Nesta quinta, 24 de junho, das 10h às 11h30. Onde assistir: Youtube da Folha e da FGV. Inscrições: Para assistir se inscreva neste link.

Veja também